pra não ficar na gaveta

quarta-feira, junho 08, 2011

 
um enorme rabo de baleia
cruzaria a sala nesse momento
sem barulho algum o bicho
afundaria nas tábuas corridas
e sumiria sem que percebêssemos
no sofá a falta de assunto
o que eu queria mas não te conto
é abraçar a baleia mergulhar com ela
sinto um tédio pavoroso desses dias
de água parada acumulando mosquito
apesar da agitação dos dias
da exaustão dos dias
o corpo que chega exausto em casa
com a mão esticada em busca
de um copo d’água
a urgência de seguir para uma terça
ou quarta boia e a vontade
é de abraçar um enorme
rabo de baleia seguir com ela

Comentários:
vamos envelhecer
sem ver o tempo passar
ter como companheiros
um velho sofá
a janela rangendo
as dobradiças do tempo
guardando o horizonte
que ficou pregado
nuns olhos de criança
brincando la fora
e o quadro pendurado
na parede deixando
amarela a fé
que ainda tenho na vida


beijo Alice, tanto tempo...
 
Urruu! Voltou em grande estilo. Encaixa esse poema em alguma rua do rio?
 
Que bom que voltou a postar, Alice. Não pare mais, por favor. Admiro-a profundamente.
 
Belo poema, Alice. Nos veicula um sentimento que perpassa o coração da maioria de nós, habitantes das cidades. Grande abraço.
 
Alice,
como sempre lindo seus poemas.

Essa fantasia é o suficiente para criarmos um pequeno e delicioso momento lúdico.
 
alice voltando em grande estilo. gostei muito, que abrace o rabo da baleia e siga.

beijo!
 
Alice, é a primeira vez que visito o seu blog. Me encantei com os seus poemas e fragmentos, tudo de um bom gosto de arregalar os olhos. Espero passar sempre por aqui para ver as atualizações.

Grande abraço.
 
ola. estive aqui dando uma olhada. muito legal e interessante. gostei. apareça por la. abraços.
 
Vou passar sempre, adorei.
 
sempre volto
me viro
reviro
revolto
escrevo
transcrevo
com calma
a calma
de ler
isso aqui
 
se te faltar a baleia, chega mais no rabo da sereia. garantimos diversão e assunto. beijo maroto <3
 
ufa! achei que fosse completar um ano sem poemas novos por aqui, e eu precisaria de abraçar um enorme rabo de baleia e seguir com ela...
 
cachalote em câmera lenta - silenciosa! gostei!
 
Muito lindo demais isso aqui. Tô esperando novos ventos :)
 
ando assim alice os dias passam e me sinto um organismo só isso.
 
Venho aqui fielmente todos os dias aguardando por novos poemas, prosas ou qualquer coisa. Poxa, Alice... NÃO ME PRIVES DE SUAS PALAVRAS JAMAIS! Amo-te com a força de mil tornados.
 
isso é reza em baleês. lindo demais.
 
Olá Alice, boa noite.
Recebi a indicação do amigo escritor Roberto Prado. E fico contente pela leve passagem aqui com estes textos...
Pretendo voltar em outras oportunidades...

Magno Oliveira

Folhetim Cultural

informativofolhetimcultural.blogspot.com

e-mail: folhetimcultural@hotmail.com
 
muito belo! adorei a volta.
 
Um poema realmente excelente, tanto ao vivo quanto escrito :)
 
vi no vídeo e agora li aqui...ambas as formas..show de bola...rsrs..ou show de baleia..rsrs bjao
 
Aonde encontro a porra do rabo da baleia?????
 
Just desire to say your article is as astounding. The clarity in your
post is just nice and i could assume you're an expert on this subject. Well with your permission let me to grab your RSS feed to keep up to date with forthcoming post. Thanks a million and please continue the enjoyable work.

Also visit my website battery powered tooth brush
 
This is awesome!
 
Hoje li no jornal, e o mesmo falava de vc, nossa fiquei feliz em saber que há poetas e poetisa da nossa geração, com as mudanças de valores culturais, na boa isso foi um alívio para minha alma, moça continue escrevendo, relatando o cotidiano em versos. Lembre o guerreiro(a) mais forte e aquele(a) que domina à caneta.

aproveitando o espaço peço para que vc leia meu blog, por sinal será uma honra. http://nerudalorca.blogspot.com.br/
 
genio esse poema!
 
Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]





<< Página inicial

Arquivos

Março 2006   Abril 2006   Maio 2006   Junho 2006   Julho 2006   Agosto 2006   Setembro 2006   Outubro 2006   Novembro 2006   Dezembro 2006   Janeiro 2007   Fevereiro 2007   Março 2007   Abril 2007   Maio 2007   Junho 2007   Julho 2007   Agosto 2007   Setembro 2007   Outubro 2007   Novembro 2007   Dezembro 2007   Janeiro 2008   Fevereiro 2008   Março 2008   Abril 2008   Maio 2008   Junho 2008   Julho 2008   Agosto 2008   Setembro 2008   Outubro 2008   Novembro 2008   Dezembro 2008   Janeiro 2009   Fevereiro 2009   Março 2009   Abril 2009   Maio 2009   Junho 2009   Agosto 2009   Setembro 2009   Outubro 2009   Novembro 2009   Dezembro 2009   Janeiro 2010   Fevereiro 2010   Março 2010   Abril 2010   Maio 2010   Agosto 2010   Junho 2011   Dezembro 2011  

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

Assinar Postagens [Atom]