pra não ficar na gaveta

segunda-feira, junho 02, 2008

 

cine palácio

sentada no sofá
do cine palácio
caderno na mão rosto sem
maquiagem espera terminar
a sessão de indiana jones
às oito e vinte
os dias têm sido longos
e não chove há três semanas
a promessa de que algum dia
vai morar
bem longe
o senhor na bilheteria
reclama do preço do ingresso
não tem meia-entrada? a mocinha
é irredutível
luz fraca e quadrados
de mármore nos pés
uma vassoura esfrega o salão
nenhum sinal de besouros
ou fuligem de mariposa

Comentários:
é sempre a mesma coisa
os celulares não me tocam
as poltronas não falam nada
esticava os joelhos sempre que falavam de amor ao meu lado
 
cinema e tédio na tarde
 
maravilhoso.
 
conhece o poema do paulo Geração Paissandu?
 
Você é Alice amiga de Carolina Frossie?
 
os dias longos para terminarem com essa vassoura que leva
nossas sessões...
um bj, alice.
 
que pena que é palácio! gosto tanto do paissandu.
GERAÇÃO PAISSANDU

Vim, como todo mundo,
do quarto escuro da infância,
mundo de coisas e de ânsias indecifráveis,
de só desejo e repulsa.
Cresci com a pressa de sempre.

Fui jovem, com a sede de todos,
em tempo de seco fascismo.
Por isso não tive pátria, só discos.
Amei, como todos pensam.

Troquei carícias cegas nos cinemas,
li todos os livros, acreditei
em quase tudo por ao menos um minuto,
provei do que pintou, adolesci.

Vi tudo que vi, entendi como pude.
Depois, como de direito,
endureci. Agora a minha boca
não arde tanto de sede.
As minhas mãos é que coçam –
Vontade de destilar
depressa, antes que esfrie,
esse caldo morno da vida.
 
quando era mais nova,
ou quando essas coisas ainda podiam,
ou quando estava sem nada pra fazer,
sempre entrava no cinema no meio da sessão e ficava pra ver o começo do filme na sessão seguinte
pra atrapalhar os outros
pra ver o cinema ficar vazio e depois ficar cheio de novo
pra poder ir ao banheiro sem perder nada
pra saber o final antes de saber o começo
pra ficar sozinha olhando pra tela apagada
e rir ou chorar ou só pensar mesmo, sem ninguém ver
 
poema kodak. delícias d'alice. oi, chacal
 
A Geração Paissandu foi muito feliz...
 
Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]





<< Página inicial

Arquivos

Março 2006   Abril 2006   Maio 2006   Junho 2006   Julho 2006   Agosto 2006   Setembro 2006   Outubro 2006   Novembro 2006   Dezembro 2006   Janeiro 2007   Fevereiro 2007   Março 2007   Abril 2007   Maio 2007   Junho 2007   Julho 2007   Agosto 2007   Setembro 2007   Outubro 2007   Novembro 2007   Dezembro 2007   Janeiro 2008   Fevereiro 2008   Março 2008   Abril 2008   Maio 2008   Junho 2008   Julho 2008   Agosto 2008   Setembro 2008   Outubro 2008   Novembro 2008   Dezembro 2008   Janeiro 2009   Fevereiro 2009   Março 2009   Abril 2009   Maio 2009   Junho 2009   Agosto 2009   Setembro 2009   Outubro 2009   Novembro 2009   Dezembro 2009   Janeiro 2010   Fevereiro 2010   Março 2010   Abril 2010   Maio 2010   Agosto 2010   Junho 2011   Dezembro 2011  

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

Assinar Postagens [Atom]