pra não ficar na gaveta

sexta-feira, outubro 05, 2007

 

notas para um poema

começar essa linha
para afugentar o tédio
qualquer coisa de cordão
umbilical que me enlace / sustente / prenda.


tenho sonhado todas as noites.
acordo e lembro pouco, algum
resquício desce pela pia
assim que lavo o rosto.


aguardo um sinal
de trânsito com defeito
para chegar à outra margem.
escapo entre ônibus
por pouco

Comentários:
tá ficando pos-mô, ein? :-)
adoro-téia.

com açúcar, com efeito
-- Ismar
 
Oi,Alice!
Muito,muito bom seu blog.Gostei da maneira q escreve.
Se vc um dia puder dar uma passadinha no meu humilde bloguito,ficarei feliz;)

www.carolinaluisa.zip.net


Bjão=*
 
muito bonito, o poema. é aquela coisa que faz a gente lembrar que uma pena pode pesar mais que chumbo, às vezes.

eu bato palmas.
 
cordel umbilical
poema de condão
 
Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]





<< Página inicial

Arquivos

Março 2006   Abril 2006   Maio 2006   Junho 2006   Julho 2006   Agosto 2006   Setembro 2006   Outubro 2006   Novembro 2006   Dezembro 2006   Janeiro 2007   Fevereiro 2007   Março 2007   Abril 2007   Maio 2007   Junho 2007   Julho 2007   Agosto 2007   Setembro 2007   Outubro 2007   Novembro 2007   Dezembro 2007   Janeiro 2008   Fevereiro 2008   Março 2008   Abril 2008   Maio 2008   Junho 2008   Julho 2008   Agosto 2008   Setembro 2008   Outubro 2008   Novembro 2008   Dezembro 2008   Janeiro 2009   Fevereiro 2009   Março 2009   Abril 2009   Maio 2009   Junho 2009   Agosto 2009   Setembro 2009   Outubro 2009   Novembro 2009   Dezembro 2009   Janeiro 2010   Fevereiro 2010   Março 2010   Abril 2010   Maio 2010   Agosto 2010   Junho 2011   Dezembro 2011  

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

Assinar Postagens [Atom]