pra não ficar na gaveta

quinta-feira, março 15, 2007

 
não que tivesse medo
ao contrário
dizia-se valente
quando encarava
prédios
com mãos livres
de guarda-chuvas
vulneráveis
a um súbito
desabamento

Comentários:
alice,

seus poemas me dão uma sensação de formigamento, sei lá, uma eleticidade estática, como encostar o braço na tela da TV desligada, aquelas forças de atração.

(explicar nunca vai ser uma habilidade fácil para mim).

beijo,

marco

naselva.com/marco
 
Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]





<< Página inicial

Arquivos

Março 2006   Abril 2006   Maio 2006   Junho 2006   Julho 2006   Agosto 2006   Setembro 2006   Outubro 2006   Novembro 2006   Dezembro 2006   Janeiro 2007   Fevereiro 2007   Março 2007   Abril 2007   Maio 2007   Junho 2007   Julho 2007   Agosto 2007   Setembro 2007   Outubro 2007   Novembro 2007   Dezembro 2007   Janeiro 2008   Fevereiro 2008   Março 2008   Abril 2008   Maio 2008   Junho 2008   Julho 2008   Agosto 2008   Setembro 2008   Outubro 2008   Novembro 2008   Dezembro 2008   Janeiro 2009   Fevereiro 2009   Março 2009   Abril 2009   Maio 2009   Junho 2009   Agosto 2009   Setembro 2009   Outubro 2009   Novembro 2009   Dezembro 2009   Janeiro 2010   Fevereiro 2010   Março 2010   Abril 2010   Maio 2010   Agosto 2010   Junho 2011   Dezembro 2011  

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

Assinar Postagens [Atom]