pra não ficar na gaveta

segunda-feira, março 26, 2007

 

acordeão vermelho

aos oito anos, tudo o que queria
era um acordeão
vermelho, lustroso
com ornamentos dourados
nas beiradas
e pequenininho
que vestisse como as blusas
muito caras, estrangeiras
das que aderem ao corpo
facilmente
e quando as mãos se acomodassem
nos bolsos ou teclas
seria como se
não vestisse nada – suave
movimento, performance
de abrir braços e beirar
o impossível, caminho tortuoso
da sanfona que liga ambas as mãos
em magia, superstição
capaz de modular tempo
surpreender na curva feito serpente
que ondula, hipnotiza.

Comentários:
A Hipnoze é sua própria poesia - que modula a cada movimento dos versos...

adorei!!!

abraço.
 
lindo, lindo.
 
Vestida de música
Vestida de movimento
menina lúdica
plantada no momento!
 
eu tinha um acordeão vermelho!
 
Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]





<< Página inicial

Arquivos

Março 2006   Abril 2006   Maio 2006   Junho 2006   Julho 2006   Agosto 2006   Setembro 2006   Outubro 2006   Novembro 2006   Dezembro 2006   Janeiro 2007   Fevereiro 2007   Março 2007   Abril 2007   Maio 2007   Junho 2007   Julho 2007   Agosto 2007   Setembro 2007   Outubro 2007   Novembro 2007   Dezembro 2007   Janeiro 2008   Fevereiro 2008   Março 2008   Abril 2008   Maio 2008   Junho 2008   Julho 2008   Agosto 2008   Setembro 2008   Outubro 2008   Novembro 2008   Dezembro 2008   Janeiro 2009   Fevereiro 2009   Março 2009   Abril 2009   Maio 2009   Junho 2009   Agosto 2009   Setembro 2009   Outubro 2009   Novembro 2009   Dezembro 2009   Janeiro 2010   Fevereiro 2010   Março 2010   Abril 2010   Maio 2010   Agosto 2010   Junho 2011   Dezembro 2011  

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

Assinar Postagens [Atom]